quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Acrilírico

Minha vida, antes estranha, agora arranha cada detalhe de minha constante indecisão. Sinto como se tentasse em vão, não chegar ao chão, de minha sanidade que brinca solta sobre uma corda bamba. Queria dizer, escrever, sentir tantas coisas... tantas horas... mas perco-me entre as pontuções, armo-me de metáforas e acabo por transmitir banalidades. Meu pensamento tem vagado, distraidamente descuidado, tentando achar um motivo, tolo ou não para enganar o tempo, disfarçar meu alento ou simplesmente destruir a continuidade. A cada frase, a hesitação, mas minha emoção me faz ir adiante, talvez ao horizonte de uma saudade que me desconcerta. Quem me dera poder seguir uma lógica, encontrar uma órbita e expressar-me melhor sob minha ausência. Quem me dera em um mergulho, poder prender meu futuro e retrocedê-lo a um abraço. Um abraço que ainda guardo, um pouco amarrotado...pelo nó que sinto em minha garganta... 


Paullo Lenore.

10 comentários:

  1. Oi Paullo, tudo bem?
    Nossa... o que falar de mais um texto seu? Texto esse que descreve meu momento, meus sentimentos, dúvidas, um libertar de sentidos vazios.
    Parabéns!!!
    Bjs... ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo carinho e atenção Bel. Fico muito feliz que tenha se identificado. Volte sempre!

      Excluir
  2. Oi Paullo, tudo bem?
    Nossa... o que falar de mais um texto seu? Texto esse que descreve meu momento, meus sentimentos, dúvidas, um libertar de sentidos vazios.
    Parabéns!!!
    Bjs... ;)

    ResponderExcluir
  3. Como sempre formidável, meu querido. seus textos me desafiam e me encantam!
    mtas saudades de passar por aqui!
    abração, se cuida. PH

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. A alma de um poeta está entranhada nos desejos ocultos do coração. Paullo Lenore, um ícone de formas variadas e de formidável apresentação. Robusto nas palavras e perspicaz nos sentidos, sentimentos. Mais uma vez coloco-me em aplausos pela criatividade, pela interiorização, pelo aprofundamento. Suas linhas são expressivas de grandeza e ao mesmo tempo de fragilidade do ser. Parabéns mais uma vez pelo seu grandioso talento em ser um ARTISTA DAS PALAVRAS.

    Abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço de coração pelo comentário, por sua atenção e pelo apoio contínuo Anderson. Fico realmente muito feliz! É um prazer tê-lo como leitor.

      Excluir
  6. Paullo meu querido!!!

    Sempre me encanto com teus escritos, não tem como não me encantar. Viajo por teus verbos para dentro de mim sempre que o leio.
    Parabéns pelo grande talento que tens!!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  7. Olá, quanto tempo não passo por aqui, e tal surpresa em ler um texto de tão maior grandeza que se pode encontrar. Vejo mudança, crescimento e muita expectativa. Sucesso sempre para você Paullo.

    ResponderExcluir